Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Nunca tinha pensado em como eu reagiria face a uma situação crítica. É certo que, cá em casa, já estou habituada a certas doenças que vão aparecendo mas, aquelas situações em que temos que agir prontamente, em que é naquele exacto momento que precisam de nós, eu não sabia como iria reagir.

Na teoria aprendemos que devemos manter a calma e o sangue frio, se for numa situação alheia a nós não será assim tão difícil, mas quando é connosco... o caso muda de figura. Eu não sabia mas hoje fiquei a saber que em casos críticos eu sou péssima a reagir e a agir. Ou seja, reajo da maneira errada e fico em pânico sem conseguir fazer nada. As pernas tremem, as lágrimas saltam desalmadamente e grito como se não houvesse amanhã. A única coisa que consegui fazer em condições foi gritar por socorro!

Eu tenho vindo a referir que aqui em casa há sempre alguma desgraça prestes a acontecer e hoje foi a vez do Matias... Enquanto eu tirava água do poço para lavar o sítio onde está o Luísinho o Matias, vindo do nada, subiu e caiu ao poço. Só quando ouvi o "splash" é que corri para ver o que tinha acontecido e, ao espreitar, lá estava ele a tentar salvar a vida.

Só gritei por socorro e pedi ajuda. Os vizinhos vieram acudir e eu ainda atirei o balde ao fundo do poço para tentar que ele saltasse lá para dentro. Depois comecei e tremer e a chorar durante o que me pareceu uma eternidade. O gato lutava pela vida e eu só chorava e dava-o como perdido.

Enfim, estou traumatizada e desagradada com a minha atitude. A Cristina e o meu irmão conseguiram salvar o Matias mesmo quando ele já estava a perder as forças. Eu ainda não recuperei as minhas... Obrigada pelo gesto e pelo esforço!

A todos os que se riram da situação, que dizem que só se deve chorar pelas pessoas, que disseram que o deixavam lá ficar... parabéns pela linda atitude! Ficou-vos bem!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Nunca tinha pensado em como eu reagiria face a uma situação crítica. É certo que, cá em casa, já estou habituada a certas doenças que vão aparecendo mas, aquelas situações em que temos que agir prontamente, em que é naquele exacto momento que precisam de nós, eu não sabia como iria reagir.

Na teoria aprendemos que devemos manter a calma e o sangue frio, se for numa situação alheia a nós não será assim tão difícil, mas quando é connosco... o caso muda de figura. Eu não sabia mas hoje fiquei a saber que em casos críticos eu sou péssima a reagir e a agir. Ou seja, reajo da maneira errada e fico em pânico sem conseguir fazer nada. As pernas tremem, as lágrimas saltam desalmadamente e grito como se não houvesse amanhã. A única coisa que consegui fazer em condições foi gritar por socorro!

Eu tenho vindo a referir que aqui em casa há sempre alguma desgraça prestes a acontecer e hoje foi a vez do Matias... Enquanto eu tirava água do poço para lavar o sítio onde está o Luísinho o Matias, vindo do nada, subiu e caiu ao poço. Só quando ouvi o "splash" é que corri para ver o que tinha acontecido e, ao espreitar, lá estava ele a tentar salvar a vida.

Só gritei por socorro e pedi ajuda. Os vizinhos vieram acudir e eu ainda atirei o balde ao fundo do poço para tentar que ele saltasse lá para dentro. Depois comecei e tremer e a chorar durante o que me pareceu uma eternidade. O gato lutava pela vida e eu só chorava e dava-o como perdido.

Enfim, estou traumatizada e desagradada com a minha atitude. A Cristina e o meu irmão conseguiram salvar o Matias mesmo quando ele já estava a perder as forças. Eu ainda não recuperei as minhas... Obrigada pelo gesto e pelo esforço!

A todos os que se riram da situação, que dizem que só se deve chorar pelas pessoas, que disseram que o deixavam lá ficar... parabéns pela linda atitude! Ficou-vos bem!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D